O governo do Rio Grande do Sul quitou os salários dos servidores estaduais que ganham até 3 mil e 200 reais

Os servidores com rendimento líquido entre R$ 2.3 mil e R$ 3,2 mil tiveram os salários de dezembro quitados nessa quinta-feira pelo governo do Rio Grande do Sul. Com mais este depósito, o pagamento integral foi ampliado para 222.603 matrículas, o que representa 65% do funcionalismo vinculado ao Executivo gaúcho.

De acordo com o Palácio Piratini, para atender a mais este grupo de servidores (39.835 vínculos), a Secretaria da Fazenda precisou reunir em caixa um total de R$ 117,4 milhões. Boa parte do montante é provenientes do recolhimento do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

O crédito está disponível na rede bancária desde o início da noite. Na quarta-feira, já havia sido quitada a folha dos servidores com salário líquido de até R$ 2.300. Para os demais funcionários, está mantida a previsão de pagamento integral até o dia 23 deste mês.

Ao contemplar os salários de quem ganha líquido R$ 3.200, 80% do magistério estará atendido, o que representa 130.773 matrículas de professores, que constituem a maior categoria do serviço público. A parte líquida da folha referente ao mês de dezembro passado fechou em R$ 1,175 bilhão, sem considerar as consignações bancárias. Ao todo, o Executivo contemplou 342 mil vínculos entre ativos, inativos e pensionistas.

Alienação de imóveis

Na modalidade de concorrência, três imóveis pertencentes ao Poder Executivo serão alienados pelo governo do Estado na próxima segunda-feira, por meio da Celic (Subsecretaria da Administração Central de Licitações). Os envelopes serão abertos às 10h, 14h e 16h, em conformidade com o número do edital, no segundo andar do Centro Administrativo Fernando Ferrari, localizado na avenida Borges de Medeiros, 1.501, em Porto Alegre). O valor total do lote está avaliado em R$ 51,6 milhões.

A primeira concorrência será realizada às 10h e se refere a uma área localizada na avenida Nossa Senhora da Medianeira, em Santa Maria. O valor estimado é de R$ 24,1 milhões.

Já o segundo edital diz respeito à alienação de um terreno urbano com benfeitorias não averbadas, no valor de R$ 25,2 milhões. A área fica na na Rua Eugênio Valduga, em Bento Gonçalves. Essa concorrência está prevista para as 14h.

A última concorrência do dia acontecerá às 16h e abrange um terreno urbano, também em Bento Gonçalves e com benfeitorias não averbadas. Com um preço estimado em R$ 2,2 milhões, o imóvel fica localizado na rua Erny Hugo Dreher, 144.

Na ocasião, os participantes deverão entregar dois envelopes fechados e indevassáveis contendo, respectivamente, a documentação de habilitação e a proposta. A habilitação exige caução correspondente ao valor de 5% do preço mínimo estipulado, além da identificação do licitante mediante apresentação de documentos (RG, CPF ou CNPJ).

Informações complementares podem ser obtidas junto à Comissão Permanente de Licitações da Celic, por meio do telefone (51) 3288-1586. Também é possível acessar o site www.celic.rs.gov.br (consultar os editais de concorrência 022/17, 023/17 e 024/17).